Varizes Pélvicas

Um terço das mulheres já sentiu ou vai sentir algum tipo de dor pélvica. A dor pélvica pode estar associada à presença de varizes nos ovários ou na região pélvica, podendo causar dor no útero, ovários e na vulva.

Fatores de Risco:

Mulher entre 20 – 50 anos

2 ou mais gestações

ovário policístico

disfunções hormonais

 

Sinais e Sintomas:

A dor pélvica é mais intensa durante o período menstrual e na gestação.

Fluxo menstrual anormal e sensação de cansaço ou dor em pé com piora no final do dia, podem sinalizar a presença de varizes pélvicas.

 

Diagnóstico:

As varizes pélvicas são diagnosticadas através de exame de ultra-som pélvico e ou transvaginal.

 

Tratamento:

As varizes pélvicas podem ser tratadas por medicamentos, procedimento cirúrgico tradicional ou endovascular.

A cirurgia tradicional, a histerectomia promove a remoção do útero associada ou não à remoção dos ovários.

A embolização das varizes pélvicas, é um procedimento minimamente invasivo, realizado via endovascular pelo angiorradiologista, objetivando o tratamento das veias que dão origem às varizes pélvicas.

O procedimento é ambulatorial, e a paciente pode retomar as atividades cotidianas com brevidade.

Clique aqui para obter o arquivo.

Esta entrada foi publicada em Varizes e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Uma resposta a Varizes Pélvicas

  1. Gostei muito dessa matéria,pois há anos que venho sofrendo com esse problemas.
    Queria saber mais sobre este assunto